domingo, 8 de março de 2009

Grandes Mulheres

No Dia Internacional da Mulher, não poderia deixar de lembrar de grandes personagens femininos de nossa teledramaturgia. Foi difícil selecionar apenas algumas, dentre tantas memoráveis. Utilizei o critério de mulheres que foram além do papel imposto pela sociedade, desafiando preconceitos e impondo seus pontos de vista. Claro que pesou a preferência pessoal, muitas outras poderiam entrar na lista e estejam a vontade para citar suas preferidas.

Dona Beija - Começo com a dona de Araxá, personagem de Maitê Proença na novela de 1986 da Rede Manchete. Ana Jacinta de São José era uma jovem da cidade mineira de São Domingos do Araxá, no século XIX. Após presenciar a morte de seu avó, Beija é raptada por Mota, ouvidor do Rei. Lá ela serve aos homens que a desejam em troca de ouro e jóias, na tentativa de fugir e se vingar do seu algoz. Nunca perde a esperança de voltar para o noivo Antonio, a quem ama. Quando finalmente consegue voltar para sua cidade natal em busca de seu amor, descobre que Antonio já havia se casado com Aninha por não aceitar a mulher mal falada. Beija, por vingança, abre a chácara do Jatobá, se tornando a maior cortesã local. Sem esquecer Antonio, ela sofre e o faz sofrer pelo resto de sua vida.


Charlô - Personagem de Fernanda Montenegro em Guerra dos Sexos, não poderia deixar de entrar na lista. A matriarca da família Pereira Barreto abriu uma verdadeira Guerra dos Sexos para provar que as mulheres tinham valor e podiam gerenciar uma fábrica com mais competência. Após receberem uma herança de um tio, os primos Charlô e Otávio tem que administrar a mansão e a rede de lojas Charlô em conjunto. Porém, as divergências os levam a fazer uma aposta: em 100 dias a matriz de São Paulo tem que atingir um acréscimo de 10%. Apesar de muitas trapalhadas e trapaças por parte dos homens, o time das mulheres vence e Otávio, além de perder tudo, tem que dizer que elas são competentes.



Heloísa - Guerrilheira da minissérie Anos Rebeldes, a personagem de Cláudia Abreu marcou uma geração. Filha de um grande empresário partidário dos militares, ela percebe a situação injusta do país e entra para luta armada contra a ditadura. Aparentemente fútil, Heloísa começa a trama apenas como uma garota que quer romper padrões, sua grande meta é perder a virgindade e sair de casa. Com o passar da minissérie, ela demonstra que seus valores vão além das aparências e protagoniza cenas memoráveis como quando volta da prisão onde foi torturada com pontas de cigarro ou em sua morte no final da minissérie.



Hilda Furacão - A jovem que escandalizou Belo Horizonte ao largar sua família para viver em um bordel por cinco anos, se tornando a maior prostituta de todos os tempos e incomodando a sociedade mineira e a igreja, já que se apaixona pelo Frei Malthus e vai lutar por esse amor. A personagem de Ana Paula Arósio queria romper com aquilo que chamava de hipocrisia da sociedade. Por todo barulho que fez, merece o nosso destaque.



Ester Delamare - Mais uma cortesã na lista, mas é que em se falando de época, elas ultrapassavam os limites. A personagem de Malu Mader em Força de um Desejo é encantadora e merece ser lembrada. Como disse seu amado Inácio no julgamento final: "só quem não a conhece pode acusá-la, só quem não conviveu com ela pode não se encantar". Ester era a típica mulher fascinante, guerreira e era capaz de tudo por aqueles que amava.




Viúva Porcina - Aquela que foi sem nunca ter sido. A personagem de Regina Duarte marcou a teledramaturgia brasileira e merece destaque. Mulher de origem pobre, finge ser viúva de Roque Santeiro para obter privilégios em Asa Branca. Por trás de sua máscara de mulher sem escrúpulos, guarda um coração generoso e uma fascinante força. Acaba se apaixonando por Roque, vivendo um triângulo amoroso com Sinhozinho Malta.




Abertura da novela Dona Beija:


Aposta de Guerra dos Sexos:


Morte de Heloísa:


Chamada da personagem Ester:


Hilda enfrenta Malthus:


Clipe Viúva Porcina:


Destaquei essas seis personagens, mas como falei existem muitas outras, a lista seria interminável. Tieta (Tieta), Fernanda (Cara&Coroa), Diná (A Viagem), Simone (Selva de Pedra), Júlia (Dancin'Days), Lola (Éramos Seis) etc... Fiquem a vontade para relembrar outras grandes mulheres. E parabéns a todas pelo seu dia.

3 comentários:

Robin disse...

Adorei a lista, acrescentaria Malu, do seriado Malu mulher, mas como Regina Duarte já está representada com seu melhor papel. Tá valendo.

Anônimo disse...

Nenhum personagem da Christiane Torloni? São tantas mulheres fantásticas: Dinah, Jô Penteado, Fernanda, Rafaela... Ela merecia estar na lista.

Amanda Aouad disse...

Adoro Christiane Torloni, mas como disse, era a lista de personagens que eu considerei mais representativas. Os comentários servem exatamente para novas lembranças. Obrigada pela visita.